Home Templo de Estudos Maçônicos MAÇONARIA : A RESPONSABILIDADE DO PADRINHO MAÇOM
MAÇONARIA : A RESPONSABILIDADE DO PADRINHO MAÇOM Imprimir E-mail
Ter, 28 de Junho de 2011 17:00

MAÇONARIA : A RESPONSABILIDADE DO PADRINHO MAÇOM

Helio P. Leite

28.06.2011

Padrinho, que em Maçonaria deve estar colado no 3° Grau, segundo Rizzardo da Camino, é "o Maçom que propõe um candidato à Iniciação transforma-se em Padrinho desse candidato e, logo após este ter sido Iniciado, toma o nome de Mestre."

Prossegue ainda o saudoso Irmão: "Todo discípulo tem o seu Mestre; o Padrinho passa a ser o Mestre particular do Neófito e este deve seguir os seus ensinamentos até que,

por sua vez, atinja o Mestrado e possa propor profanos e, assim, tomar o lugar do Mestre."

Em algumas Obediências estrangeiras quando um Mestre deseja apresentar alguém para ser recebido Maçom, comunica este fato a Oficina e após um pequeno período apresenta o candidato para ser iniciado. A documentação é entregue após a iniciação. Nestes Orientes o Padrinho é que é importante e não o candidato.

Nos nossos trabalhos templários observamos severas criticas sobre o desempenho das Lojas quanto as Iniciações. Alguns questionam seus membros perguntando se eles não possuem amigos ou parentes para receber a Luz Maçônica. Concordo com a grande maioria dos estudiosos que defendem a tese de que esta colocação é indevida, pois,

grande parcela de amigos e familiares não possuem perfil para ingresso na Ordem.

O Padrinho deve ser exigente na escolha e não convidar para ser iniciado qualquer homem que conheça ou foi recentemente apresentado, lhe prestou um favor ou

porque é bem sucedido na sociedade.

Antes de formalizar a indicação, é dever do Irmão realizar uma pré-sindicância, na qual deverá estudar a personalidade do futuro candidato como eventuais vícios virtudes e generosidade. Neste procedimento deve diligenciar visando obter informações da vida profana do eventual indicado no âmbito familiar, profissional e social; verificar de forma responsável sua situação econômica; sua disponibilidade de tempo para acompanhar os trabalhos templários ou fora deles; seu grau de cultura visando auferir se o mesmo tem condições de assimilar e colocar em prática os ensinamentos propostos pela Ordem Maçônica.

O Irmão quando indicar um profano para a Instituição, não deve se esquivar e responder as indagações do candidato. O Mestre Maçom não cometerá um delito maçônico se informar ao futuro afilhado que a Maçonaria é uma instituição iniciática, essencialmente filosófica, filantrópica, educativa, progressista, de estudos e pesquisas, proclamando a prevalência do espírito sobre a matéria e pugnando pelo aperfeiçoamento social

intelectual e moral da humanidade. '

 

Não será considerado perjuro o Irmão que comunicar ao pretendente que se exige dos Maçons os seguintes deveres: crença em um princípio criador, Deus, a quem chamamos de Grande Arquiteto do Universo, amor à família, fidelidade e devotamento à Pátria, obediência à lei e perfeito comportamento moral na vida profana. Que tem que reconhecer como Irmãos todos os Maçons. Que para ser iniciado o candidato deve desembolsar determinado valor para cobrir os gastos com o evento. Que será obrigado a

pagar uma mensalidade para custear despesas da Loja. Que anualmente terá que pagar uma percapta para que a Potência possa honrar seus compromissos. Que para mudar de grau terá desembolso. Que terá de comparecer semanalmente aos trabalhos da Loja. Informar sobre a indumentária que deverá usar na cerimônia de iniciação e nas sessões

econômicas, especiais e magnas.

A Ordem Maçônica não tem interesse apenas na quantidade, ela prioriza a qualidade dos seus membros, pois somente com este predicado é que se perpetuarão seus propósitos e ensinamentos.

O Irmão Raimundo Rodrigues, falecido em 03 de outubro de 2010, nos deixou esta lição: "O Padrinho, o nome já o diz, é responsável por aquele que ele apresentou,

sobretudo na primeira fase, quando o novo Irmão mora na Coluna do Norte; é responsável (repetimos) pelo correto ensinamento que lhe deve ser dado. Dizer-lhe o que pode fazer e o que não pode fazer."

O Padrinho pode ministrar algumas instruções básicas para seu afilhado, como por exemplo: obrigatoriedade da assinatura do livro de presença antes do início dos trabalhos; como se vestir para as sessões maçônicas; como se portar no interior dos Templos; 'como proceder ao entrar em loja quando chegar atrasado' como circular em Loja aberta; orientá-lo em quais momentos se faz os sinais do grau; prepará-lo para se submeter ao telhamento (interrogatório) do grau e estimulá-lo na leitura do ritual e de livros que abordem temas relativos ao seu grau.

É também de responsabilidade do Padrinho orientações que visem exaltar a Ordem como o ente capacitado para que o seu afilhado, novo Maçom, possa suplantar todos os obstáculos que vierem a surgir na sua caminhada, com o fim de cumprir sua missão maçônica junto a humanidade, o que implica no seu crescimento intelectual e espiritual.

Quando algum candidato for rejeitado pela Loja por não possuir as qualidades necessárias para ser Maçom, o Padrinho não deve ficar magoado, pois os Irmãos estão

buscando o melhor para a Loja, evitando, quem sabe, uma futura dor de cabeça para todos.

O Padrinho, como já referido, será o Mestre do seu afilhado, hoje Irmão Maçom, devendo, portanto, observar todos os pressupostos acima e dar bom exemplo, cumprindo rigorosamente suas obrigações junto à Chancelaria (freqüência) e Tesouraria (pagamento das obrigações pecuniárias)

O Padrinho é o responsável direto pelo neófito, tendo em vista que o apresentou à sua Oficina e garantiu através de formulário assinado, que seu escolhido reúne todas as qualidades exigidas pela Ordem para pertencer aos seus quadros.

Por Francisco Raphael Cândido

Última atualização em Ter, 28 de Junho de 2011 17:07
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

 
Livro Banquete Maçônico
Banner
Visitantes Online
Nós temos 40 visitantes online
Twitter

Nos siga no Twitter

Idiomas / Language
English French German Spain Italian
Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
Publicidade
Banner
Banner
Banner
Banner