Home Templo de Estudos Maçônicos MAÇONARIA: ESCADA DE CARACOL E A ESPIRAL
MAÇONARIA: ESCADA DE CARACOL E A ESPIRAL Imprimir E-mail
Escrito por Hercule Spoladore   
Qua, 16 de Janeiro de 2013 17:00

O símbolo é consequência de uma interpretação mental que por sua forma, natureza ou analogia representa ou substitui numa determinada situação uma coisa ou algo abstrato e que está ausente.

A avaliação desta analogia será mental e pessoal já que a riqueza dos símbolos está nas infinitas formas de interpretação de cada um.

Acontece também que um símbolo antigo às vezes e encerra dentro de si outro símbolo mais poderoso e mais universal que até então não se conhecia, e eis que ele aparece como resultado do avanço dos conhecimentos especialmente da ciência evolução do pensamento e de maiores conhecimento adquiridos pelo homem. Um símbolo que não se tem mais o que simbolizar é um símbolo morto. Um símbolo em evolução que permite o maior número de interpretações é um símbolo vivo e atuante.

Vamos escolher um destes símbolos que faz parte de uma alegoria do segundo grau, a Escada de Caracol. Não se trata de um segredo do grau que não possa ser abordado neste trabalho.  A alegoria está na Bíblia onde qualquer um poderá ler em Reis VI, 8 “A porta da câmara do meio do andar térreo estava na banda sul e por caracóis, se subia ao segundo andar e deste ao terceiro” Possivelmente os caracóis citados pudessem ser uma escada em forma de caracol, O texto é estranho e possivelmente esotérico. Pode ter outra interpretação para  os exegetas, que são os estudiosos da Bíblia.

Ás vezes não sabemos analisar e avaliar a amplitude de um símbolo e quais imagens, reações, sentimentos e programações mentais que ele poderá trazer para o nosso subconsciente, nos auxiliando ou esclarecendo dirimindo nossas dúvidas, nos reprogramando, ou nos contemplando com explicações para situações físicas e espirituais mais superiores e que até então ainda não havíamos vislumbrado. Este texto bíblico citado nos fala da edificação do Templo de Salomão uma das pedras angulares da Maçonaria. Parece um tanto estranho e dá ideia de uma mensagem esotérica. Aliás, John Allegro um dos pesquisadores dos manuscritos dos essênios encontrados em 1947 nas cavernas de Qunran, reconhece que Bíblia foi escrita pelos essênios para um reduzido número de iniciados Atualmente muitos doutores em Bíblia e os exegetas a estudam, mas não sabe por que a Bíblia também caiu no manuseio fácil e diário e indevido de pessoas de pouco conhecimento, trazendo muita confusão a respeito.

Vamos enfocar a escada de caracol e sua relação com a espiral. Dos dicionários lemos que a escada de caracol é aquela em que a superfície tangente aos seus degraus se desenvolve em torno de um eixo. A escada de caracol é uma espiral.

Na Maçonaria entre outros significados ela aparece como sendo a representação de um jovem que passa à adolescência como aprendiz, à virilidade como companheiro e que para o seu desenvolvimento total ele evoluirá através de uma progressão que não será em linha reta, inalterável ou invariável, mas sim por etapas, em ciclos ascendentes ou em espiral cujas volutas vão se ampliando cada vez mais até se identificarem com o infinito. O companheiro deverá se utilizar de todas as maneiras corretas e ascender por um caminho tortuoso, espiralado para chegar a ser um mestre esclarecido.

Segundo alguns autores existem no universo, três tipos de espirais:

a) Crescente como nos casos das nebulosas que existem no universo infinito.

(b) Decrescente como nos casos dos redemoinhos, tendo como exemplo mais evidentes os ciclones, os tornados.

(c) Petrificada como nas conchas e caracóis. São obras da natureza.

Como figura geométrica a espiral seria qualquer curva plana gerada por um ponto móvel que gira em torno de um ponto fixo, ao mesmo tempo em que dele se afasta ou se aproxima segundo uma lei universal determinante.

A importância da espiral no universo é muito grande. Ela aparece como símbolo do nascimento da vida e da morte. Ela representa todo um simbolismo da evolução do universo em todos os tempos e em todas as épocas. É o maior emblema a ser vivenciado pela alma humana em busca da vida eterna. Até a orbita da Terra em torno do Sol é em espiral e cada ano é diferente, isto é, não passa pelo mesmo ponto.

Nos hieróglifos egípcios a espiral designa as formas cósmicas em movimento. Alguns autores afirmavam que a espiral seria símbolo do macrocosmo. Ela representaria a eternidade.

Do ponto de vista esotérico ela mostraria a tendência que existe em cada um de nós na nossa ansiedade de crescermos em direção à totalidade seguindo os difíceis trajetos, os meandros, os caminhos tortuosos que o maçom terá que percorrer, para ascender ao seu verdadeiro papel de mestre.

Os gregos distinguiam dois tipos de espirais, a espiral criadora que se apresentava dextrogira, atributo de Palos e Atena e a espiral destruidora ou em torvelinho que se apresentava sinistrogera atributo à Poseidon.

Ainda temos o labirinto que é um símbolo espiralado junto aos antigos que representa uma espiral expansiva que cria e protege o centro e a espiral que se contrai e se dissolve, conceitos estes implícitos ao labirinto.

Sabe-se que o fluxo energético se desloca em espiral no espaço. Para Einstein no universo tudo é energia, então tudo o que existe se manifesta através de movimentos espiralados.

Na década de 1960. James D. Watson e mais dois cientistas Francis Crick e Maurice Wilskins (prêmio Nobel para os três em 1962) descobriram a estrutura molecular do DNA (ácido desoxirribonucleico). A molécula deste ácido tem a forma de dupla espiral, ou dupla hélice como querem alguns autores.

Este feito é considerado com a descoberta do código genético da vida.

Segundo estes cientistas todas as informações genéticas estão depositadas numa escada espiralada onde em cada degrau haveria uma informação genética. Esta longa cadeia molecular teria no ser humano quatro milhões de degraus e seria o arquivo central da espécie. Só para termos uma ideia da importância desta descoberta, só para citarmos um exemplo quando a engenharia genética evoluir mais, ela poderá modificar a estrutura deste ácido e assim esta modificação poderá ser introduzida no ser humano, podendo resultar dai seres melhores, ou melhor, dizendo, o homem após o homem.

O segredo da vida foi descoberto e está representado por  uma espiral que no caso é dupla.

Em face do que se acabou de expor, se juntarmos os conceitos antigos e modernos sobre a espiral veremos que a mesma espiral que está representada no Painel de Companheiro embora que a representação esteja aparentemente incompleta na Escada de Caracol, teremos a ideia do profundo simbolismo que a espiral encerra como um dos maiores símbolos do Universo.

 

Por Hélio Leite

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

 
Livro Banquete Maçônico
Banner
Visitantes Online
Nós temos 165 visitantes online
Twitter

Nos siga no Twitter

Idiomas / Language
English French German Spain Italian
Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
Publicidade
Banner
Banner
Banner
Banner